Quinta-feira é o dia da entrada em vigor da proibição total de fumar em locais públicos fechados e a ideia está a movimentar toda a sociedade francesa nos últimos meses. Com uma interdição em dois tempos – bares, restaurantes e discotecas so terão que entrar na lei a partir de 2008 – o Governo francês quer incentivar os fumadores a deixarem de fumar através de tratamentos subsidiados pelo Estado e muita campanha de informação acerca dos malefícios do tabaco.
O projecto é olhado de lado pelos fumadores mas a cruzada pela saúde não começou agora. Desde 1991, com a lei Evin, o Estado francês vem aumentando os direitos dos não-fumadores e a proibição que entra em vigor na quinta-feira é o culminar dessa batalha que, nas palavras do ministro da Saude, Xavier Bertrand, pretende defender também os trabalhadores dos locais onde hoje são abertos aos fumadores, que são expostos ao fumo passivo por anos consecutivos.
As empresas que desejarem podem ter um local especifico para os fumadores, mas as condições exigidas pelo ministério da Saude são tão restritas que a maioria está a preferir proibir totalmente o fumo nas suas instalações. Cerca de 175 mil fiscais estarão nas ruas a partir de quinta-feira para garantir o cumprimento da lei. De acordo com o Governo francês, a primeira fase passaraá mais pela educação do que pela multa propriamente dita.