Conhecer alguém passa também por conhecer o que essa pessoa deita fora. Essa foi o mote para o trabalho de dois fotografos franceses, que fotografaram o lixo de várias estrelas de Hollywood por mais de uma década. Bruno Mouron e Pascal Rostain já trabalharam na revista Paris-Match e inspirados por um texto de sociologia lido no jornal Le Monde, no final da década de 90, resolveram estudar os hábitos de consumo das celebridades, de acordo com o lixo produzido pelas estrelas de Hollywood.
A exposição, denominada “Trash”, tem inicio hoje, na Maison Européene de la Photographie, em Paris e reune cerca de vinte obras dos dois fotógrafos, dispostas em grande formato, em paineis de 1,20m por 1,80m. Pascal e Bruno começaram por “estudar” o lixo de celebridades francesas, como Brigitte Bardot, Gerard Depardieu ou Bernard Tapie, mas a tentação de dar um salto maior foi grande e logo resolveram partir para Los Angeles e fazer a mesma experiência com personalidades como Tom Cruise, Jack Nicholson, Madonna, John Travolta ou Charlize Theron.
O trabalho contou com uma boa dose de paciência e boa vontade. O lixo era seleccionado, separado, catalogado por cores e formatos e depois fotografado cuidadosamente. Curiosidades como enormes quantidades de agua consumidas por Madonna, garrafas de bebidas alcoólicas no lixo de Jack Nicholson, ou o recibo da Fedex de uma pizza que John Travolta pediu em Chicago para ser entregue em Los Angeles. O unico compromisso dos dois fotógrafos franceses era o de não revelar conteudos médicos ou sexuais dos visados.
Como destaque insólito, Pascal e Bruno lembram quando transportaram o “material” para Paris para ser fotografado em estudio. Os funcionarios da alfândega acharam tudo muito estranho e imundo, mas como não havia nada de ilegal ou perigoso..
MEP, 14 de Março a 3 de Junho

lixo
Madonna, 1996 © Bruno Mouron et Pascal Rostain