Chirac tomou a sua decisão. Vai apoiar Nicolas Sarkozy nas próximas eleições presidenciais. Era uma notícia esperada mas que acabou por abalar o dia-a-dia dos outros candidatos. Por sua vez, Sarkozy se disse “tocado” pelo apoio, num comunicado assinado pelo candidato da UMP.
A notícia foi tema de capa dos principais jornais franceses e pode alterar o rumo do processo eleitoral de agora em diante. Todos esperam os próximos números das pesquisas para saber se o apoio de Chirac foi determinante no caminho de Sarkozy rumo à presidência.
Trata-se de um apoio circunstancial, já que Jacques Chirac é um assumido desafeto de Sarkozy, mas pertence ao mesmo partido e, ao que tudo indica, aquele preferiu seguir a unidade partidária da UMP.